Pelo segundo ano consecutivo, a Revista Aptare, publicação da Dínamo Editora, recebeu o Selo Direitos Humanos e Diversidade, concedido pela Prefeitura de São Paulo. A certificação visa reconhecer ações, projetos, programas ou políticas inovadoras de inclusão e promoção de direitos humanos e diversidade realizadas por empresas, organizações privadas, órgãos públicos e entidades do terceiro setor localizados no município de São Paulo. A publicação foi reconhecida dentro da categoria pessoa idosa juntamente com outras duas instituições privadas, duas entidades de terceiro setor e um órgão público (veja lista no quadro abaixo).

O Selo é válido por um ano, sendo necessário apresentar alguma novidade ou aprimoramento de ação para obtê-lo novamente. “Desta vez, o reconhecimento foi para o Estúdio Aptare, uma iniciativa que aproximou o público leigo dos mais atuais debates relacionados ao cuidado integral a pessoas acima dos 60 anos”, diz Lilian Liang, editora da Revista Aptare e diretora da Dínamo Editora.

O Estúdio Aptare ocupou um espaço dentro do GERP 2019 11° Congresso Paulista de Geriatria e Gerontologia, realizado entre os dias 16 e 18 de abril no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo (SP). Ao longo dos três dias de evento, foram realizadas 16 entrevistas com alguns dos principais especialistas presentes ao congresso, oito delas transmitidas ao vivo pela página do Facebook da revista. “A transmissão ao vivo permitiu uma interação direta com o público, a maioria 60+, que aproveitou para levantar questionamentos de seu dia a dia, algo que enriqueceu muito o conteúdo final”, comenta Lilian.

Outra vantagem do Estúdio Aptare, apontada por Lilian, foi o de permitir uma abordagem mais direta e clara dos temas abordados durante o congresso, possibilitando entendimento do público geral. Os especialistas ouvidos eram convidados a explicar, de forma resumida e com o uso de uma linguagem menos técnica, os principais assuntos abordados nas aulas e simpósios que fizeram parte do evento. “Antecipamos para nossos leitores e seguidores em redes sociais aquilo que seria levado para a prática clínica desses profissionais, contribuindo para a disseminação e compartilhamento de informações de qualidade e baseadas em conhecimento especializado e científico”, destaca.

Iniciativas reconhecidas

Entregue pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania da Prefeitura de São Paulo, o Selo Direitos Humanos e Diversidade visou destacar ações desenvolvidas em dez categorias: Mulheres, Imigrantes, Igualdade Racial, Infância e Adolescência, Pessoa Idosa, Juventude, LGBTI, Pessoa com Deficiência e Projetos Transversais. As organizações premiadas passam a integrar a Rede do Selo 2020 para troca de experiências e boas práticas de gestão.

SELO DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA DA PREFEITURA DE SÃO PAULO – CATEGORIA PESSOA IDOSA

Setor privado:
Dínamo Editora – Revista Aptare
Free Aging – Longev Week
Hcor – Curso de Capacitação de Conselheiros Estaduais dos Direitos da Pessoa Idosa

Terceiro Setor:
Projeto Velho Amigo – Informática para Idosos
Unibes – Agente Transformador

Órgão Público:
Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia “José Ermírio de Moraes” – Alfabetização e inclusão digital para idosos